A regra 80/20 que pode mudar sua vida financeira

O princípio de Pareto, ou mais conhecido como a regra 80/20, afirma que, para a maioria dos eventos, aproximadamente 80% dos efeitos vêm de 20% das causas. O economista Vilfredo Pareto quem notou essa relação 80/20 em 1892. Pareto, como assim ficou conhecido, mostrou que aproximadamente 80% da terra da Itália pertencia a 20% da população.

Pareto desenvolveu o princípio ao observar que, em seu jardim, 20% das vagens continham 80% das ervilhas. A partir dessa constatação o princípio foi disseminado mundo afora e hoje é um dos princípios mais ensinados nas principais escolas de gestão, podendo ser aplicado nas mais diversas áreas.

Você deve estar se perguntando: Como esse princípio pode mudar minha vida financeira?

Bem… vou explicar.

A partir da metodologia proposta pelo princípio de Pareto podemos limitar nossas ações, de forma a obter melhores resultados a partir de conjuntos reduzidos de informações.

Para facilitar o entendimento vou citar algumas áreas em que essa metodologia é aplicada e como é traduzida:

No esporte: Diz-se que cerca de 20% dos atletas participam de 80% das grandes competições e, destas, 20% ganham 80% das premiações.

Segurança do trabalho: Profissionais assumem que 20% dos perigos respondem por 80% dos acidentes, a partir dessa identificação, focam mais no combate destes 20% dos perigos que causam 80% dos acidentes. 

Com nossas finanças não é diferente.

 Pare um pouco e pense: Quais são suas maiores despesas, os gastos que mais consomem suas receitas?

Para facilitar, enumere das maiores despesas até as menores, e depois transforme em probabilidade e comprove que aproximadamente 20% de suas despesas correspondem a 80% de suas despesas totais.

Como essa informação pode ser útil?

A partir dessa informação você terá mais chances de alcançar seu objetivo financeiro, pois, estará concentrando seus esforços em analisar e focar em número menor de informações e comprovadamente aumentará em muito suas chances de sucesso.

Você deve estar pensando: Então não preciso me preocupar com as outras despesas? Não é isso…

O objetivo é que se você ainda não é uma pessoa disciplinada, não possui o hábito de controlar suas despesas, esse modelo é o mais eficiente para quem está iniciando esse controle. Mas, com o decorrer do tempo, quando você já estiver habituado a realizar seu controle financeiro, você deve implementar um controle mais amplo, que contemple todas as suas despesas.

Inicie seu controle financeiro a partir dessa metodologia e comprove sua eficácia.

Portanto, não perca tempo, comece agora mesmo a enumerar suas despesas e elabore um planejamento financeiro eficiente e principalmente, desenvolva algo que seja simples e que consiga executar.

Pense nisso: “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, ou seja, não há sucesso no que não se gerencia”. Edwards Deming

Acesse nossas redes sociais e acompanhe novas publicações através do link abaixo: opequenoinvestidor.com