Saia da zona de conforto!

Sair da zona de conforto pode lhe trazer muitos benefícios. Há poucos anos vivíamos outra realidade no mercado de trabalho. O objetivo da maioria de nós trabalhadores era conseguir um emprego que nos proporcionasse uma aposentadoria tranquila, fomos ensinados que o modelo de vida plena seria esse, porque era a realidade da época.

Certamente você conhece algum amigo ou familiar que trabalhou na mesma empresa até se aposentar e ao final recebeu uma plaquinha comemorativa pelos seus 30 anos de trabalho, essa pratica era comum. O cenário atual não nos permite vislumbrar essa possibilidade, vivemos dias de instabilidade e incertezas. O número de pessoas que ingressam no mercado de trabalho e conseguem se aposentar na mesma empresa tem sido raro.

O longo prazo para as empresas já não é mais representado em anos. Diante desse cenário somos obrigados a sair da zona de conforto financeira.

A “ zona de conforto” a que nos referimos é aquele comportamento que te leva a acomodação e que te impede de dar novos passos.

Como exemplo, podemos citar pessoas que gastam todos os seus proventos, não poupam e não possuem uma reserva financeira. Quando ficam desempregadas ou por algum outro motivo seus proventos são reduzidos, se endividam e comprometem o que ainda não possuem.

Alguns consideram como objetivo de vida alcançarem a “zona de conforto”, ou seja, chegarem aquele momento em que sua maior preocupação é se seu time do coração vai vencer o próximo jogo ou se o vilão da novela vai morrer no último capítulo. Ao contrário, do que muitos pensam, chegar a esse estado deveria ser motivo de preocupação.

O número de desempregados tem sido cada vez maior e a cada estudo realizado esse número só aumenta. Devemos nos preparar enquanto estamos em condições favoráveis para isso.

Busque desenvolver novas habilidades, corra atrás de novos conhecimentos, amplie seu leque de possibilidades enquanto não precisa correr contra o tempo. Use o fator tempo ao seu favor.

Quando conseguimos desenvolver novas habilidades e agregar novos conhecimentos em nossas vidas, nos tornamos pessoas mais confiantes e essa confiança nos leva a ter mais segurança na tomada de decisões, possibilitando assim, melhores escolhas. Busque uma renda extra e planeje sua vida financeira, estabeleça objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo, faça uma reserva financeira.

Reflita sobre como seria sua vida se perdesse seu emprego hoje. Como reagiria a tal situação? Você conseguiria manter o mesmo padrão de vida? Se sua resposta for não, procure rever suas atitudes.

Por fim, busque desenvolver suas habilidades e acredite no seu potencial, sempre podemos dar um passo a mais.

Pense nisso: Cuidado com as pequenas despesas; um pequeno vazamento afundará um grande navio.

Acesse nossas redes sociais.